Caracterização Geral | Localização | História | Flora | Arquitectura | Circuitos Pedestres | Conservação | Alojamentos | Informação
Flora
Espécies:
+ Abies nordmanniana
+ Acer campestre
+ Castanea sativa
+ Cedrus atlantica
+ Crataegus monogyna
+ Cupressus lusitanica
+ Cryptomeria japonica
+ Fraxinus angustifolia
+ Ginkgo biloba
+ Juniperus oxycedrus
+ Larix decidua
+ Laurus nobilis
+ Melia azedarach
+ Morus alba
+ Picea abies
+ Pinus nigra
+ Pinus pinaster
+ Pinus pinea
+ Pinus sylvestris
+ Prunus laurocerasus
+ Pseudotsuga menziesii
+ Quercus robur
+ Quercus ilex
+ Quercus suber
+ Robinia pseudoacacia
+ Sequoia sempervirens
+ Thuja plicata
+ Ulmus carpinifolia
+ Outras

Breve nota introdutória

A mata do Buçaco é bastante rica no que diz respeito à flora.

Quando no século XVI os monges Carmelitas a descobriram, encontraram nela uma grande diversidade de vegetação. As condições climáticas da região, nomeadamente a abundância de precipitação (1500mm/ano), favoreciam esta diversidade.

Dada a sua cultura religiosa e a ligação à natureza os monges contribuíram de forma significativa para o aumento da diversidade existente, replantando e introduzindo novas espécies.

Os ciprestes e os cedros são bastante representativos na Mata e são exemplos marcantes da ligação a textos bíblicos (Os cedros e os ciprestes eram associados ao Líbano e ao Monte Sião, em Jerusalém ... As madeiras da Cruz são Cedros e Ciprestes)*.

Durante todo o período de ocupação do Buçaco pelos Carmelitas (de 1628 a 1834), além da plantação de espécies da região ou oriundas de regiões mais distantes, esta ordem religiosa preservou todo o património natural e foi construíndo o que, ainda hoje, constitui motivo de visita a este recanto da Serra do Buçaco.

Com alguma tristeza, constatamos que actualmente a mata se encontra algo degradada e abandonada.

Sente-se uma grande necessidade de realizar diversos trabalhos de limpeza de matos, de espécies invasoras, de podas de limpeza e de recuperação de exemplares arbóreos.

* Novo Guia Histórico do Buçaco, Santos, J.J. Carvalhão, Minerva, 1997

.:. topo
Página Anterior  Página Inicial
  Livro de visitaswebmaster    
 Resolução minima recomendada: 800x600 | 16 milhões de cores